segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Dar & Receber


Começo a perceber porque razão as pessoas se tornam cada vez mais egoístas.

São tantas as vezes em que damos tanto e tão poucas as que recebemos. Mas lá está, quem pretende fazer o bem nunca espera receber nada em troca. E eu sei disso. Mas um gesto signifíca muito. Nem que seja pequeno e sem valor algum, é um gesto e um gesto conta. Um gesto é um sinal de agradecimento. Um gesto é uma maneira de demonstrar aquilo que fazem por nós. Um gesto signifíca que se lembraram de nós. Que não fomos esquecidos. Mas, o pior é quando estamos a contar com esse gesto e ele nunca chega. E é aí que o coração aperta. Esse aperto nunca desaparece. Permanece para sempre. Mas é o que eu já tinha dito, as pessoas nunca dão valor ao que fazemos por elas. 
E agora, eu entendo porque razão as pessoas se tornam cada vez mais centradas em sí, mais egoístas e mais fechadas de volta de sí próprias. É uma protecção. É uma forma de escudo para nos protegermos. Para não sofrermos mais uma desilusão.

E de repente tudo faz sentido.

domingo, 28 de setembro de 2014

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Feitíos Complicados


Eu não conheço ninguém que não tenha uma maneira complicada de ser. Não conheço nem nunca conheci. Todos nós somos diferentes e acho que é isso que em parte ainda nos torna um bocadinho interessantes. Sim, porque se fôssemos todos iguais [e eu estou apenas hipoteticamente a colocar essa possibilidade], teria algum mero interesse.!?. O que realmente nos distingue é na realidade aquilo que nos separa. É o que nos diferencía como seres humanos que faz de nós únicos. É certo que ás vezes [vá, quase sempre] é difícil ter que lidar com o nosso próprio feitio, fará que com o feitio dos outros, e eu falo por mim até porque também não sou a pessoa mais paciente e compreensiva que existe, mas também temos que nos colocar no lugar das outras pessoas. Como será que ainda alguém me atura.!?. Como é que ainda existe alguém capaz de me entender!?. Porque para nós próprios, o que nós somos e fazemos até nem tem nada de mal ou errado, mas para as outras pessoas que nos conhecem e nos observam, têm de facto. E é essa capacidade de nos auto-avaliarmos como pessoas e indivíduos que eu acho que falta em muita gente. Quantas vezes, não dou por mim a falar sozinha e a dizer a mim própria para não ser mais assim ou para mudar a minha maneira de ser ou de pensar. É certo que é difícil deixarmos certos hábitos [e refiro-me a hábitos de personalidade], e mudarmos, mas de facto quando o "assunto" é com os outros é complicado. Porque ás vezes nós próprios temos vontade e capacidade para querer e mudar, mas as outras pessoas não. E é aí que se encontra o cerne de toda a questão. Tudo depende de nós. Tudo vai de encontra aquilo que nós queremos ou não. Porque se dissermos que não, a mudança acaba por nunca acontecer. 

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Agosto volta que estás perdoado....


E quando eu pensava que Setembro ia ser só calor, é que vêem um dilúvio com direito a rajadas de vento e chuva torrencial que parece nunca mais não ter fim. Pelo menos tento redimir-me retirando o que disse. Agosto já podes voltar outra vez, que a gente não se importa nadinha. 

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Uma música por dia & não sabe o bem que lhe fazia


Can't help wondering what you're thinking
Wherever you are
Late night movies careless drinking
To cover the scars

And as much as I wanna be with you
I know

You and me we're bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart, no
Round and round we chase the sparks
But all that seems to lead to
It's a pile of broken parts

We're bumper cars
Bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart

Good intentions, all these questions
Were sitting alone
All rose since you, all wrong directions
I'll never get home

And it's making me wanna be with you
I know

You and me we're bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart, no
Round and round we chase the sparks
But all that seems to lead to
It's a pile of broken parts

We're bumper cars
Bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart

This was supposed to be fun
This was supposed to be the one
Maybe we stayed too long
Maybe we played all wrong
This was supposed to be good
But I know, I know

You and me we're bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart, no
Round and round we chase the sparks
But all that seems to lead to
It's a pile of broken parts

We're bumper cars
Bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart

We're bumper cars
Bumper cars
The more I try to get to you
The more we crash apart

sábado, 6 de setembro de 2014

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O Setembro que Devia ter Sido em Agosto



Em Agosto houve chuva, mau tempo, e o sol quase que nem sequer apareceu. E aliás até vou jurar que em alguns dias fez frio. Em Setembro está sol, calor e até tem estado bastante agradável nestes primeiros dias. E é assim, oficial que a meteorologia ou anda trocada ou então é bipolar. Qual das duas a melhor.