quarta-feira, 30 de abril de 2014

Uma música por dia & não sabe o bem que lhe fazia


João Pedro Pais 
- Estás à Espera de Quê?.

Estás à espera de quê?
Fiz-te este convite
Estou de braços abertos
Para poderes entrar

Não perguntes porquê
Porque é que estive à espera?
Acordei mais cedo
Quis ver o dia chegar

Hoje sonhei que via o mundo
Virado do avesso
Tudo ao contrário, nem queria acordar
Houve alguém que o pintou
Com todas as cores
Até parecia, tão natural.

Quero o contrário, sigo em frente
Seguir os meus sonhos
Tão cheios de gente
Não fico à espera, de quem já não vem
Há quem me queira, como eu te quero
E tu sabes bem

Estás com medo do quê?
Que te faça perguntas
E te peça as respostas
Que tu não me queres dar

Fica perto de mim
Estou apenas cansado
Fico bem a teu lado, gosto de ver-te sorrir

Hoje sonhei que via o mundo
Virado do avesso
Tudo ao contrário, nem queria acordar
Houve alguém que o pintou
Com todas as cores
Até parecia, tão natural.

Quero o contrário, sigo em frente
Seguir os meus sonhos
Tão cheios de gente
Não fico à espera, de quem já não vem
Há quem me queira, como eu te quero
E tu sabes bem

Agora sei
Que o tempo já não pede pressa
Que as nuvens ficam entre o céu e o mar
Já só me resta, a minha consciência
Porque este é o meu lugar

domingo, 13 de abril de 2014

Quote of the Day.#38



They say that you should make the first move 
They say that you should invite people to hang out
They say that you should be the gracious one
They say that you should be the one to remember birthdays
They say that you should always smile and laugh 
But who Is there to talk to you first?
Who is there to remember your birthday or laugh at your jokes? 
Who is there to be a friend? 
Who fucking cares?

sexta-feira, 11 de abril de 2014

I will not give up on me, instead, i will love myself and i don't need you...



Existem pessoas que nem mentir sabem. Ó menos podiam optar pela sinceridade e isso no fundo é o que me entristece mais, porque para além de nos mentirem ainda nos fazem sentir culpadas, quando nem sequer temos culpa nenhuma. Parece que afinal é verdade quando dizem que nós nunca conhecemos verdadeiramente as pessoas, até um dia, em que elas revelam o seu verdadeiro lado. E foi a essa conclusão a que eu cheguei nestes últimos dias. E é uma pena que tenha chegado assim, a este ponto. Sempre achei que podia ser diferente. Sempre achei que apesar das eventualidades que a vida nos proporciona, podíamos ultrapassar as dificuldades e os problemas e conseguir voltar ao que éramos, mas nem sempre corre como desejaríamos. Ás vezes, as pessoas fogem-nos entre os dedos e nós simplesmente não as conseguimos agarrar. É certo que também poderíamos ter feito mais [ou seja, eu poderia ter feito mais], mas no fundo, quem é que não erra.!?!. E se o arrependimento matasse, provavelmente eu já não estaria aqui, sentada a escrever este desabafo. Sinto, que nos últimos anos que passaram, as pessoas que mais gostava se afastaram, ou então se calhar, fui eu que me afastei e sem querer "empurrei" para longe aqueles que mais amava. De uma forma ou de outra, não consigo, deixar de sentir este vazio. E é isso que me mata. E é isso que me faz sentir que nada na vida vale apena se estivermos sozinhos, se pelo menos não tivermos ninguém com quem partilhar a felicidade e a tristeza. E eu não quero sentir-me sozinha. Não quero. E não posso.

domingo, 6 de abril de 2014

Quote of the Day.#37

E é exactamente isso que eu pretendo fazer de agora em diante. Estou cansada de ser paralisada pelo medo. 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Das Mudanças que estão pra' vir...


Quero mesmo mesmo mudar.! Mudar de vida, mudar de casa, mudar de ares, mudar de vontades. Quero acordar e sentir uma nova perspectiva. Olhar á minha volta e respirar um novo ar. Tenho necessidade de virar a página e começar tudo de novo, como se fosse a primeira vez. Ou então como se me tivesse sido dado uma nova oportunidade para começar tudo outra vez e eu não quero que esta oportunidade seja desperdiçada de maneira nenhuma. Ás vezes, mudar é bom. Mudar pode ser positivo. Mudar pode levar-nos para caminhos certos. Mudar pode fazer com que tenhamos que mudar nós próprios também. Quero e preciso de uma mudança. Uma mudança radical. Uma mudança que me traga felicidade. E juro que esta necessidade incessante dentro de mim é uma sensação inexplicável. Sinto, que pode ser a coisa certa. 
Posso estar certa, como posso estar errada, mas na vida se não arriscarmos, então o que conquistamos.?!. 

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Olá, Abril!




Abril, quero sol, quero Primavera, quero calor, quero calções e saias novas para estrear, quero o Verão. Quero dias maiores e noites mais quentes. Quero dias melhores. Por favor, sê bonzinho para mim.!